quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Cabides

Adoro quando as roupas podem ser penduradas em cabides, elas ficam ótimas esticadinhas e a vista!
Mas, tem um  truque:  escolher o cabide ideal, que tem que ser compatível com o espaço disponível e com o tipo de roupa, para não deformar.

O primeiro passo é escolher o  tipo do cabide  considerando-se o espaço disponível e a quantidade de roupas a ser pendurada neles. É importante notar que os cabides de madeira são duráveis, mas podem ocupar até o dobro do espaço de cabides de metal ou plástico.

Para que sejam adequados às roupas a serem penduradas pode-se escolher entre as muitas alternativas existentes, como: cabides com gancho giratório que facilitam no dia-a-dia; com  chanfros, ou ganchinos, para pendurar  blusas e vestidos de alças; cabides mais largos para acomodar  paletós; cabides que imitam a linha do ombro ao pescoço, que são os melhores  para camisas com gola; cabides com clipes para saias e calças; cabides específicos para camisetas; cabides com dupla função, para conjuntos e taileurs;  e, nunca é demais lembrar que os cabides de lavanderia não servem para organizar, pois ficam deformados com o peso das roupas e podem até danificá-las!

Para dar um visual bacana ao closet/armário deve-se usar cabides iguais, mas se isso não for possível a opção é usar modelos que tenham a mesma altura do gancho ao “ombro”. E, ainda,  organizar as roupas seguindo critérios de cor (do branco até o preto) e tipo (as blusas de alça até os vestidos longos com manga comprida).

Por último uma dica: uma peça por cabide, senão as peças “escondidas” serão também esquecidas!
Postar um comentário