terça-feira, 19 de março de 2013

Organização e sustentabilidade

A atual busca por inclusão de atitudes sustentáveis em nossas vidas contém,
pelo menos um, importante exercício de organização, cujo aprendizado se faz necessário: a correta separação do lixo para reciclagem e a sua destinação.

Veja, no texto abaixo (do site: Como tudo funciona) como  separar o lixo de casa ou do escritório, e para saber para onde encaminhá-lo clique e conheça o Instituto Doe Seu Lixo, que desde 2003
doe-seu-lixo.jpg (592×282)procura conciliar desenvolvimento, geração de empregos, aumento de renda e da qualidade de vida com a redução de impactos ambientais, ao buscar soluções para o grande problema da gestão e destinação inadequada dos resíduos sólidos, trabalhando pela inclusão das cooperativas de catadores de materiais recicláveis na logística reversa e fazendo da reciclagem um negócio sustentável.

Como separar o lixo e onde colocá-lo

A reciclagem é algo relativamente novo, principalmente, no Brasil. Assim, é sempre bom entender e verificar qual a melhor forma de reciclar. O ideal é você ter em casa o cesto de reciclagem que normalmente tem as cores específicas para cada tipo de material.

As cores são:

  • Azul para papel
  • Vermelho para plásticos
  • Amarelo para metais
  • Verde para vidro
Aparentemente, essas cores podem resolver o problema, mas apenas em parte. Nem todo papel ou plástico, por exemplo, pode ir para a reciclagem. Vamos detalhar então o nosso lixo.

Com relação aos papéis, são recicláveis jornais, revistas, cartões, envelopes, folhas de caderno, papéis de computador, embalagens de ovo, papelão e caixas. Em todos esses casos, o processo de reciclagem é possível.

Já fotografias, papéis metalizados, plastificados, carbonados, papéis de fax, papéis com cola como as fitas adesivas têm limitações no processo de reciclagem. Além disso, os sujos como guardanapos ou papéis higiênicos devem ir para os aterros sanitários junto com o lixo orgânico.

Com relação aos plásticos, são recicláveis garrafas de refrigerante, copinhos e saquinhos plásticos, frascos de shampoo e detergente, embalagens de margarina e material de limpeza, canos, brinquedos sem partes metálicas e tubos. Cabos de panela, tomadas e produtos de acrílico em geral não têm processo para reciclagem.

Entre os metais, são recicláveis latinhas de aço (como as de óleo de cozinha), latinhas de alumínio, panelas, pregos, fios, arames, sucatas de automóveis. Há limitações no caso de clips, grampos, esponjas de aço, latas de tinta ou com materiais tóxicos como gasolina.

Quanto aos vidros, as garrafas, copos, potes, frascos e cacos vão para o lixo reciclável. Já espelhos, fibras de vidro, lâmina, porcelana, cerâmica, tubos de TVvidro temperado (como os pratos duralex) e ampolas de remédio não podem ser reciclados..

Há também outros materiais que não são recicláveis como os tocos de cigarros ou o isopor. Já as caixas tetrapack, ou longa vida, podem ser jogadas nos cestos para reciclagem de papel, apesar de ter um processo separado
E se eu jogar no cesto errado

Você já viu que é muita coisa para saber, não é? Mas não desanime. No caso de você não saber ou colocar no recipiente errado, não tem problema. Nossa separação doméstica é apenas a primeira triagem, como você pode ver nos artigos que explicamos os vários tipos de reciclagem.

Postar um comentário